Lentes com filtro de luz azul para crianças

Categorias: Cuidados/Saúde Filhos Publieditorial

Lentes com filtro de luz azul para crianças, uma excelente opção para quem se preocupa com o uso do celular e tablets no dia a dia dos filhos.

Mesmo com cirurgia refrativa, voltei a usar óculos depois de uns anos. Ainda que não seja um alto grau, o uso regular me ajuda tanto na vista cansada quanto em longas viagens, por isso minhas consultas de rotina ao oftalmologista, estão sempre em dia.

Pedro, com pouco mais de 5 anos, começou a reclamar de dor de cabeça. Tínhamos ido a um oftalmo pediatra que disse que estava tudo ótimo. Como na mesma ocasião ele ignorou os 4,5 graus da Olivia, resolvemos leva-lo para uma consulta de segunda opinião. Na consulta a médica confirmou a necessidade dos óculos. Ele estava com 1,5 graus de astigmatismo em cada olho e reclamava de dor de cabeça. A hipermetropia que é comum na infância, estava em 2 graus e também foi acrescentada à lente.

Recentemente recebemos uma boa recomendação de oftalmo pediatra e agendamos a consulta de rotina dos meninos. Pedro mantém o astigmatismo mas reduziu a hipermetropia para 1 grau em cada olho.

Ainda estamos no processo de achar bons médicos, bons fornecedores e uma boa ótica também estava na lista.

Quando comentei com o Pedro que ele trocaria as lentes do óculos, rapidamente falou: mas quero continuar com este óculos que eu amo.

A lente do Pedro não é difícil de comprar, pois tem baixo grau e um custo bem acessível, mas queríamos algo que não riscasse facilmente e tivesse antirreflexo. Descobrimos a Lente Digital Comfort que são as lentes com filtro de luz azul para crianças e adultos, comercializada pela Lenscope, onde eu e o marido fazemos nossas lentes sem sair da casa.

Uma nova maneira de comprar lentes para óulos sem sair de casa

Mandei a receita, fiz o pedido e despachei o óculos via correio. Acompanhei todo o processo pelo site e alguns dias depois recebemos os óculos e eu levei lá na clínica onde passamos em consulta para aferir o grau que estava direitinho.

Pedro voltou de férias e já está usando suas lentes com filtro de luz azul que segundo ele, são bem melhores para assistir TV!

2 comentários

  1. Avatar
    Jodiane disse: em 15.08.2019

    Obrigada pelo blog, tenho sido uma leitora assidua e só aqui encontro informações consistentes para a situação que estou vivendo. Minha filha Ísis foi diagnosticada agora com a otite media secretora e fez a cirurgia dia 30/07. Ela tem 2 anos e pouco e atraso de fala. Faz fonoaudióloga há 8 meses. Como sempre a desconfiança era autismo, só descobrimos a otite após o BERA apontar atraso condutivo e a impendaciometria confirmar a otite, depois de avaliação psicológica, exame de cariótipo e nada conclusivo. Enfim, queria saber mais do Pedro. Como foi o processo de aquisição de fala dele, como ele está hoje. Quais dicas além dos posts (ja li e reli todos rsrsrs) . O BERA mostrou que Isis ouve todos os volumes, a otite apenas atrasa a velocidade das ondas e uma perda numa frequência em 40 hz. Tenho medo que não seja só da otite o atraso, já que o prejuízo auditivo seria pequeno, enquanto a fala esta muito atrasada (ela fala só umas 10 palavrinhas). Vi que vocês falaram que o Pedro teve perda de 50% e 80%, qual exame apontou isso? Foi o BERA? Na impedanciometria nao deram total de perda. Como o Pedro está?
    Tenho vivido dias difíceis! Obrigada por ser um alento nesse momento!

    1. Avatar
      Gabriela Gama respondeu: em 26.08.2019

      A perda foi estimada já que não temos precisão no caso de otite. Aqui temos atrasos até hoje e durante 3 anos muitas esteriotipias que o confundiam com um autista. Infelizmente em alguns casos o danos são enormes e recuperar os atrasos leva tempo, MUITO tempo!

Deixe seu comentário