A escola perfeita

Categorias: Depoimentos Desenvolvimento Filhos Mães

A escola perfeita não existe. Isso se paramos para analisar todos os pontos que envolvem uma instituição de ensino, da estrutura, ao público que a frequenta. Para mim a escola precisa é ser agradável, ter boas condutas e utilizar o modo de aprendizagem que alcance meu filho e o faça se interessar pelo que está sendo ensinado. Além disso que ele goste de ir para lá, que fique contente às segunda feiras quando chega a hora de rever as professoras e o amigos.

Muita gente passa parte do tempo em que o filho estuda (isso significa muito tempo, às vezes anos) reclamando da escola onde o filho estuda. Está o tempo todo colocando defeito, na professora, na coordenação, na entrada, no estacionamento ou sei lá o que. É uma eterna insatisfação que faz as boas escolas parecerem péssimas.

Deixa eu contar uma coisa: escola perfeita não existe. O que existe são boas escolas, com bom métodos de ensino e outros atributos.

Vou citar aqui algumas coisas que julgo relevantes para se escolher uma boa escola:

Estrutura – é ótimo quando encontramos uma escola arejada, com boas salas de aula, um jardim bem cuidado e espaço para as crianças brincarem. Escola arejada e limpa é o mínimo que esperamos encontrar.

Acolhimento – a educação infantil precisa ser tão acolhedora quanto criativa. Geralmente é o primeiro da criança com outos cuidadores. Sentir-se acolhido os deixa mais tranquilo.

Segurança – escola segura é escola onde tem procedimentos seguidos à risca para que alguém entre na escola. É preciso conhecer a estrutura e entender quais são os métodos que garantam que seu filho não será entregue para alguém que não foi previamente autorizado ou que estranhos ou visitantes possam entrar sem prévia autorização.

Custo – desejamos sempre o melhor para os nossos filhos e uma boa escola não precisa ser a mais cara do bairro ou da cidade. Encontrar uma instituição que tenha um custo adequado ao seu estilo de vida, evitará constrangimentos futuros como o filho pedindo aquele tênis, bicicleta ou video game que você não pode comprar.

Cardápio – se você se preocupa com a alimentação do seu filho, questione como é a hora do lanche, o que pode ser levado para a escola e como é a cantina que seu filho frequentará a medida que for crescendo.

Método de ensino – existem diversos métodos aplicados nas mais variadas escolas, Anglo, Objetivo, Mackenzie, Positivo, entre outros. Escolha um que lhe agrade e que seja interessante para o seu filho. Pense que ele precisa se interessar pelo conteúdo ensinado.

Confessional ou não – se você é ateu, opte por uma escola não confessional, assim não precisará lidar com os questionamentos do seu filho sobre religião. Se for católico ou cristão e opte por uma escola confessional, encontre uma que ensina aquilo que você acredita. deixar o filho ser ensinado na escola sobre determinada religião que não lhe agrada, só vai causar confusão na cabeça do seu filho.

Professores – procure avaliar os professores que lecionam na escola. Observe se eles parecem felizes e satisfeitos. Pessoas motivadas geram produtividade e cativam as crianças a aprender e produzir melhor.

Organização – observe como a escola funciona, se ela é organizada, sem tem procedimentos padrões. Conheça a secretaria, os demais funcionários e o grupo que coordena a escola.

Limpeza – escola bacana é escola limpa, bem cuidada e conservada, que faz manutenção a escola perfeitapreventiva e se preocupa não apenas com a limpeza, mas também com os acessórios e móveis que nela são utilizados.

Felizmente encontramos uma boa escola para o Pedro, que em breve acolherá a Olivia também. De todos os pontos acima citados, apenas um está fora do padrão que eu gostaria, mas isso não diminui a a nossa satisfação com a escolha.

A escola perfeita não existe, mas existe a melhor escola para o seu filho!

Deixe seu comentário