Meu filho não quer dividir o brinquedo com a irmã

Categorias: Depoimentos Mães
irmaos

Pinterest

Uma das coisa que tenho observado aqui em casa, é o sentimento de posse do Pedro em relação aos seus brinquedos, principalmente os carrinhos. Muitas vezes ele nem está brincando, mas basta a Olivia pegar que ele reclama e pede que lhe entregue o brinquedo.

No começo eu meio que obrigava ele a deixar com a irmã, mas depois de minutos intermináveis de gritos, berros e lágrimas, eu entregava o brinquedo pra ele. Dois minutos depois o brinquedo estava jogado num canto. Ele não queria aquele brinquedo especificamente, mas ele não queria que a irmã brincasse.

Olivia ainda é pequena para reclamar do brinquedo A, B ou C, mas ela vai crescer e também vai ter dificuldades para dividir e não vai mais aceitar que o irmão lhe tire o brinquedo da mão.  Foi quando me dei conta de que precisava intervir de maneira sutil e positiva nesta situação.

Meu filho não quer dividir o brinquedo com a irmã. Como mudar isso, sem interferir na vontade dele? Escolhi conversar e lhe dar a opção de escolha. Desta forma eu não o obrigaria a nada e também não teria mais aquela choradeira de frustração por ser obrigado a deixar o brinquedo com a Olivia.

Comecei a explicar de forma bastante clara que sim, aquele brinquedo era dele e ele tinha o direito de pegá-lo, mas que a Olivia ficaria triste, e já que ele não estava interessado em brincar naquele momento, que ele poderia emprestar para a irmã. No começo, explicar tudo isso ou não explicar nada, parecia exatamente a mesma coisa, mas com o tempo a coisa foi mudando.

Nos últimos dias, sempre que ele pede para pegar o brinquedo que está com a irmã, eu entrego o brinquedo, mas explico que ele poderia deixar a Olivia brincar um pouco e que assim ela não ficaria triste com ele. Na maioria das vezes ele pega o brinquedo e depois oferece pra Olivia, como se tivesse partido dele a ideia de dar a ela o brinquedo. Quando ela aceita ele bate palma, quando ela não dá muita bola ele fica chateado.

Eu sempre quis ter um irmão para poder compartilhar meus dias, meus brinquedos e também minhas frustrações. Como não tive, desejei que o Pedro pudesse ter esta oportunidade e por isso chegou a Olivia não somente para dividir o espaço que era só dele, mas para somar amor.

Desejo que eles sejam não apenas irmãos, mas que sejam amigos e parceiros para toda a vida e que compartilhem seus brinquedos, suas conquistas e que possam sempre respeitar um ao outro.

Deixe seu comentário