Desabafo de uma mãe cansada

Categorias: Desabafo

workingmotherAndo tão cansada que o mal humor tem feito parte do meu dia nas ultimas semanas. Corro daqui, corro dali e parece que o dia não rende. Fico feito barata tonta tentando equilibrar os pratos mas sempre cai um ou outro.

Me dei conta, do quanto o dia de uma mãe rende pouco, depois que passei o dia inteiro tentando sentar para pagar uma simples conta de luz que nunca consigo colocar em débito automático (se desse eu já teria feito, juro). Se eu levantar e não tomar banho imediatamente, me dou conta de que ainda estou de pijama às 14h e se bobear, esqueço também de escovar os dentes.

Por incrível que pareça, rendo muito mais quando tenho compromissos fora de casa do que quando tenho coisinhas pequenas para fazer durante o dia por aqui.

Tem gente que acha que eu reclamo de barriga cheia. Afinal tenho uma ajudante em casa que também ajuda com as crianças. Acontece que o Pedro mais me parece um bebê grandalhão do que um garotinho e a Olivia, é a bebê mais tranquila do mundo, contanto que esteja no colo enquanto passeamos pela casa com ela.

Eu já não tenho mais braço, não tenho coluna e nem paciência, porque ou temos uma no colo até na hora de fazer xixi e um jogando tudo pelo chão pra chamar minha atenção. Ou temos uma gritando pedindo colo e um feliz correndo pela casa de alegria. Ou seja, o mais perfeito caos.

Cadê a babá nessas horas? Fazendo almoço, arrumando camas, separando uniforme, lavando louça, correndo pra lá e pra cá para ajudar o quanto pode. É um corre corre danado todo santo dia.

Consigo sentar para “trabalhar” sempre depois das 22h quando já estou esgotada e desejando minha cama desesperadamente. Ao mesmo tempo, me sinto frustrada por não ter conseguido fazer o dia render.

Como a vida anda toda desorganizada, resolvi que no meio do caos eu preciso de um tempo pra mim, um tempo sem filhos, sem celular, sem agenda e sem problemas. Consegui me organizar para fazer fisioterapia 2 vezes por semana e programei um tempo só meu. O quanto vou conseguir? Não faço ideia. O quanto eu preciso? Muito!

E você, também tá cansada, passando por dias caóticos? Saiba que estamos no mesmo barco!

Meu aprendizado disso tudo? Que o dia pode ter 100 horas e ainda assim me faltará tempo. Então que um pouco deste tempo, seja só meu. Porque de nada adianta uma mãe louca em casa por 24 horas, é melhor ser uma mãe sã por menos tempo. Porque uma mãe feliz, cuida melhor dos filhos.

7 comentários

  1. Beatriz Borges disse: em 22.05.2015

    Gabi, em proporções menores, me sinto assim, sem tempo e refém do relógio. Eu ainda não consegui parar para criar uma rotina delimitada no papel, organizar-me de verdade. E a rotina é tão imprevisível que acredito que mesmo eu fazendo a logística linda no papel, ainda daria td errado. Boa sorte querida.

  2. Erica Bueno disse: em 22.05.2015

    Meu Deus!!!! Estou a ponto de surtar tbm! Com uma grande diferença; aqui são quatro filhos

  3. Melisa disse: em 29.06.2015

    Estamos no mesmo barco! A diferença é que além de um menino de 3 anos tenho mais gêmeos de 5 meses!

    1. Gabriela Gama respondeu: em 29.06.2015

      Pois é! aqui são dois e mais os netos da babá que ajudo quase diariamente. Vamos que vamos, respira no saco!

  4. Leticia disse: em 18.09.2015

    Nossa me sinto assim tb, mas fazendo tudo sozinha,só tenho babá só quando ñ estou em casa e quando estou fico sozinha com as crianças, estou muito preocupada comigo msm, estou muito cansada, quando chego em casa me da uma vontade enorme de chorar, porq ñ estou tendo tempo de dar atenção para os meus filhos e nem para meu marido…tenho uma vontade enorme de deixar eu serviço e ficar só em casa para ver se melhoro…mas tenho medo tb…só seu q estou precisando de um bom descanso.

  5. Emanuelli disse: em 18.09.2015

    Ate que eles dormem cedo, a minha baby tem 1ano e 4 meses, não dorme antes da 01:00.

  6. Adriana Medeiros disse: em 16.10.2017

    Por essas e outras razões não quero ser mãe. Amo minha liberdade.

Deixe seu comentário