A gravidez me causa insônia…

Categorias: Desabafo Mães
A gravidez me causa insônia, pesadelos, ansiedade, fome, medo, curiosidade e mais um monte de coisas. A gravidez pra mim, está longe de ser poética, linda e tranquila. Não acho bonito e nem recompensador as marcas da gestação, o vai e vem do corpo, as noites mal dormidas a ansiedade causada. É estranho pensar assim, mas eu não poderia ser mais sincera do que isso.
Quando Pedro nasceu, nasceu uma mãe com muita, mas muita paciência e perseverança e acredito que assim será com a Olivia, mas enquanto não nasce, eu sofro, eu choro, eu quero que o tempo voe. Já são quase 36 semanas de uma segunda gestação e uma certeza de que não sentirei saudades da barriga, não sentirei saudades do tempo em que ainda não conhecia o rostinho dos meus filhos a não ser pelo ultrassom 3D.
gravidez me causa insôniaA maternidade aproxima pessoas, afasta amigos, proporciona novos assuntos, parece poética e encantadora, mas não funciona assim com todo mundo. Vejo amigas comentando que sentem falta da barriga, de sentir mexer, de aguardar ansiosamente pelo ultrassom mês a mês e cada vez que ouço isso, me sinto culpada e frustrada por não conseguir vivenciar este momento único de forma positiva. Acho que a única coisa poética da gestação pra mim são as fotos que foram registradas, a emoção de revê-las tão bonitas e cheias de amor em cada uma. Mas isso só de vez enquando!
Postei há dois dias que me sinto uma zebra marcada pelas estrias que agora fazem parte do meu corpo. Recebi mensagens de consolo, de inspiração e até de encorajamento, dizendo que quando a Olivia chegar elas se tornarão as marcas do amor. De verdade? Acho que as marcas do amor são mais profundas e mais bonitas do que as estrias espalhadas no meu corpo.

Quase 4h da madrugada e eu sem conseguir dormir, sem uma posição confortável sequer, pensando no imenso sono que sentirei ao longo do dia amanhã no trabalho e o quão cansada estarei no fim do dia pra brincar com meu filho.
Depois de passar por duas gestações meu grande desejo seria descobrir a chegada dos meu pequenos hoje e pari-los amanhã, sem passar pelos 9 meses de longas e as vezes dolorosas transformações. Mas depois de conhecer o lado ruim do vai e vem do corpo, eu deixaria de ter filhos? NÃO, nunca, jamais!!!
A maternidade é algo inspirador, desafiador que sempre traz a tona o melhor de nós, nos transforma, nos melhora, nos preenche de amor e traz o real sentido à vida.
Depois que os filhos nascem, a gente dorme menos ainda, fica muito mais cansada, passa por todo o processo de recuperação do corpo e muitas vezes da mente, deixa de cuidar de si pra cuidar do outro (pelo menos por um tempo), passa a amar de maneira inexplicável e acha que agora encontrou o sentido da vida.
Sim a gravidez me causa insônia, mas a maternidade me causa a melhor sensação do mundo, o amor incondicional e encantador a cada sorriso que vejo estampado no rosto do meu filho e em breve da minha filha também.
Amo ser mãe, mesmo tendo que passar por um longo inverno de 9 meses sem enxergar poesia nesta estação.

Deixe seu comentário