Alergia alimentar é coisa séria

Categorias: Alimentação Cuidados/Saúde Filhos
Eu digo sempre que família é tudo de bom, mas as vezes me pergunto se seria bom morar perto da nossa turma toda. Embora a minha família e a do marido seja muito tranquila, aqueles perguntas básicas de todo mundo sempre aparecem. Já fala? Já anda? Porque não anda ainda? Mas ainda tá na fralda? Na sua época você já usava o peniquinho!!! Se eles soubessem o quanto faz de um simples telefonema, algo irritante, nunca mais perguntariam nada além de tá tudo bem?
Acompanho inúmeros grupos maternos e vejo que as duas maiores queixas são: marido que não ajuda nada em casa e acha que a gente tem tempo de sobra. Neste assunto não vou me alongar porque tenho vontade de afogar um fulano desse num balde. E a outra reclamação é o comportamento da família em relação aos nossos filhos.
Muitas mães se queixam da falta de respeito dos seus familiares quando o assunto é a educação e alimentação dos pequenos. Também tem muita mãe reclamando que o marido não se impõe na hora de defender a mulher e os filhos quando as críticas chegam por este outro lado da família.Concordo que ficar discutindo com sogra só piora tudo, então marido se posicione, assim você não corre o risco de dormir no sofá naquele dia frio…
Sabe aquela típica frase: no meu tempo todo mundo tomava leite de vaca e estamos vivos? O danoninho vale por um bifinho, ah mas é só um pedacinho (de chocolate que vc nunca ofereceu antes pro seu bebê), pois é, isso e muito mais acontece com grande parte das mamães e papais.
Mas o que me levou a escrever sobre este determinado assunto, foi o último post do Blog, sobre o Projeto Põe no Rótulo e a alergia alimentar múltipla do Pedro Henrique. Nesta semana, vi uma mãe desesperada desabafando enquanto sua filha estava internada devido a alergia causada pelo corante rosa de um cupcake. A família dela não entende ou faz que não entende que a alergia alimentar é coisa séria. Por fim, um cupcake e uma semana de internação com vômitos, diarréias e perda de peso. Não consegui acompanhar pra saber se a família depois disso continua achando besteira ou resolveu por a mão na consciência e respeitar as regras apresentadas pela mãe da menina.
Tenho amigos com filhos alérgicos a certos tipos de medicamentos e alimentos, e sei o quanto o respeito pela conduta adotada é importante. E é isso que parece difícil para certas pessoas.
Há algum tempo atrás, fui visitar uma amiga que estava com a filha internada, e ela me disse a mesma coisa. A menina tem asma e desenvolve pneumonia com facilidade. Embora seja tratada com excelentes médicos, precisa ouvir da família que a culpa é da mãe porque não dá vitamina C pra menina. Oi? Mas nessa visita observei algo muito interessante, a cumplicidade e a sintonia dela e do marido ao cuidar da filha. Eles se entendem, se respeitam e isso ajuda muito, não só em casa como na casa dos pais, avós, tios e agragados.
Acho muito muito importante que pai e mãe estejam afinados quando o assunto é educação e alimentação. Isso evita aborrecimentos, e insegurança na hora de se posicionar diante dos filhos e da família.
Nessas horas não existe meio termo por aqui, se quiser me convencer que dar chocolate pro meu filho é saudável ou mata a vontade da criança, vai tomar um não. Se insistir, pego minhas tralhas e dou meia volta. É importante ser respeitado e ser ouvido, isso é sabedoria e não o contrário!
Mamães, não se desesperem, vocês não estão sozinhas. Titia, vovó e priminha, vocês não são as únicas a dar um chocolate escondido ok? Mas coma o chocolate e dê uma frutinha pro bebê que é muito mais saudável 😉

Deixe seu comentário