9 meses e meio, muita paciência!

Categorias: Desenvolvimento Filhos
Achei que nesta fase eu já teria me livrado da crise do terceiro trimestre, angústia e separação. Mas tá cada dia mais complicado por aqui. Até umas semanas atrás, eu chegava em casa do trabalho e depois de curtir uns minutinhos com o Pedro, deixava ele brincando no sofá e ia cuidar um pouco de mim. Entenda cuidar como comer, tomar banho, arrumar algo que ficou pela casa, ler um livro mesmo tendo que prestar atenção nele, assistir ao JN e as vezes até uma novelinha. Este tempinho em frente a TV sem pensar em muita coisa faz bem, afinal o cansaço não é só físico, é mental e este acho muito pior.
9 meses do bebêNos últimos dias, tenho levantado de madrugada com choro alto, daquele sentido e cheio de lágrimas, passo um bom tempo ninando o Pedro e esperando ele cair num sono mais pesado para deixa-lo no berço. Dependendo da hora e do frio acabo levando ele pra minha cama. As vezes o cansaço é tão grande que nem raciocino direito.
Na parte da manhã também já foi mais tranquilo, antes deixava o Pedro sentadinho no cadeirão pertinho do banheiro e ficava conversando com ele durante o banho, eu acordava mais tarde e conseguia fazer tudo que eu precisava. Ultimamente tomo banho correndo enquanto o pai dele troca de roupa pra sair, e tomo meu café da manhã administrando a insatisfação dele em ficar no sofá e não no colo. Dói o coração de vê-lo chateado abrindo os bracinhos e pedindo colo, mas a barriga também dói de fome as vezes. Tô quase comprando um polvo pra amenizar estes problemas.
O decorrer do dia geralmente é tranquilo, mas a babá tem se desdobrado pra dar atenção a ele e cuidar da casa, em pouquíssimo tempo terei de adicionar uma faxineira na minha planilha de gastos. Quando o
Pedro começar a andar a coisa vai ficar meio caótica por aqui!
Começo a perceber como o tempo passa rápido, meu filhotinho já tem vontade própria, já escolhe com o que brincar, deita e senta sozinho, tem dois dentinhos pela metade e também precisa de mais atenção.
Tenho tentado brincar mais, dar mais colo e atenção, pelo menos até a hora dele dormir. Depois disso é sair comendo alguma coisa pra enganar o estômago, tentar estudar no tempo vago e de preferência dormir. Eu durmo cerca de 8 horas por noite, mas vivo acordando esgotada, não sei bem o que acontece por aqui, mas vivo com sono e uma preguiça maior do que eu!
Nesta fase onde o Pedro tem demonstrado mais carência e necessidade de atenção, achei que fosse impossível deixar de mamar. Mas é isso que está acontecendo, ele não demonstra mais muito interesse pelo peito, geralmente prefere a chupeta e quando mama é por pouquíssimo tempo. Estou achando ótimo porque desmamá-lo por vontade minha seria horrível, pra mim e pra ele. Quando ele era um pouco menor, eu tinha certeza de que ele seria daquelas crianças que puxam a camisa da mãe e saem mamando no meio da rua. Acho que não será meu caso! Desmame natural é muito mais tranquilo pra mãe e pro bebê, as só de lembrar dele mamando feliz da vida eu já sinto saudades!

Deixe seu comentário