Saudade da mamãe!

Categorias: Alimentação Desabafo Mães

Foto: Patricia Vilela

Saudade da mamãe! Esse é o sentimento da casa desde que voltei a trabalhar e passar muitas horas fora de casa.

Pedro passou pelo processo de adaptação logo cedo quando eu voltei de licença maternidade. Olivia diferente dele, viveu 3 anos inteiros com a mamãe disponível para ela e muito presente no seu dia a dia.

No começo tudo era festa, mamãe saía mas a noite estava de volta, cheia de saudade e disposição para brincar com os filhos, mas o tempo foi passando e de uma forma bastante dolorosa, Olivia percebeu que a mamãe de fato saía cedo e voltava tarde todos os dias. Pedro, diz que sente minha falta sempre :/

O duro de se ter um trabalho formal de segunda a sexta é que não dá simplesmente para decidir ficar em casa quando a saudade do filho aperta ou quando o cansaço bate à porta. Não dá simplesmente para ligar para o chefe e dizer: olha, minha filha está com saudade de mim então hoje eu vou trabalhar de casa, infelizmente.

Acontece que morar em uma cidade grande tem o ônus e o bônus. Dificilmente se consegue um emprego ao lado de casa. No meu caso, me mudei para perto do trabalho e depois de 3 anos desfrutando o pouco deslocamento a qualidade de vida e tempo para o meu filho, fui demitida.

Hoje trabalho 32km de distância de casa, demora com ou sem trânsito, cansa com ou sem trânsito, irrita esse deslocamento todo o tempo todo e a cada dia me vejo mais deprimida com essa realidade que não consigo mudar agora.

Aquelas noites bem dormidas já não existem mais, o choro sentido e magoado a cada tchau se faz presente quase todas as manhãs, ou naquelas em que consigo vr meus filhos acordarem. Geralmente saio e eles ainda estão dormindo.

Minha paciência também não tem sido das maiores devido ao cansaço. É um sistema ruim do qual não consigo me livrar, não por enquanto.

Pedro parece entender um pouco melhor a minha ausência, mas nem por isso lida bem com a saudade. Espero de verdade que um dia possa novamente fazer meus horários, escolher o que fazer no meu dia e ter mais horas para eles. Afinal esse era o plano, esse sempre foi o plano!

A difícil tarefa de conciliar os filhos e o trabalho!

Saudade da mamãe, o sentimento que me faz repensar a vida, minhas escolhas, que me dói a alma.

Espero que tudo isso passe e que bons aprendizados deste tempo difícil permaneçam.

Saudade da mamãe!

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

SalvarSalvar

2 comentários

  1. Leila disse: em 21.09.2018

    Sofro todos os dias deixando meu filho em casa. Ele sente minha falta e eu sentindo muita falta dele no trabalho.

    1. Gabriela Gama respondeu: em 03.10.2018

      Difícil né?

Deixe seu comentário