Em caso de acidente a cadeirinha do carro deve ser trocada

Categorias: Filhos Segurança

Você sabia que em caso de acidente a cadeirinha do carro deve ser trocada? Pois é, esta instrução que vem no manual das cadeirinhas de carro e que geralmente não lemos. Vi esta recomendação na etiqueta lateral de uma cadeira que tenho desde que o Pedro tinha 4 meses e que passou a ser da Olivia há quase dois anos.

Bem, esta semana bateram no nosso carro e embora tenha acabado com a lataria dos dois lados, Pedro e Olivia mal sentiram o tranco. Olivia inclusive continuou dormindo, ambos estavam em suas cadeirinhas.

Depois do ocorrido, fizemos o sinistro e retiramos as coisas do carro, já que ele precisará ficar na oficina por um tempo. Ao pegar a cadeira da Olivia, percebi que o encosto de cabeça estava mole. Fui olhar para entender o que havia acontecido e vi que ele havia rachado. A cadeira absorveu o impacto, rachou e ainda manteve minha filha segura.

Observe a rachadura na altura da cervical. O fabricante avisa que mesmo não havendo dano visível, após qualquer impacto causado por colisão, a cadeira deve ser trocada, visto que nem sempre é possível verificar a estrutura.

Visto que a Olivia já tem 15 quilos e mais de 2 anos, vamos comprar a mesma cadeira que compramos para o Pedro quando ele tinha essa idade e deixou a cadeira antiga para a Olivia.

Embora não seja a mais confortável quando eles dormem, é uma cadeira segura e que gostamos muito. Para quem quer saber mais sobre ela, fiz um post do modelo Chicco Gro Up há um tempo atrás!

Minha dica é: escolha uma cadeira pela segurança e pelo conforto, nem sempre a mais barata é a melhor. Verifique a qualidade do tecido, cinto de segurança e as travas que fixam a cadeira no automóvel.

Crianças menores de 1 ano de idade, devem usar a cadeira virada para trás como bebê conforto. Depois desta idade é permitido vira-los para a frente, embora muitos ortopedistas, pediatras e mães que já sofreram graves acidentes, sugiram que vire a cadeira para frente, somente quando a criança não couber mais de costas. Aqui viramos Pedro com 1 ano e 1 mês, Olivia com 1 ano e 2 meses.

Deixe seu comentário