Participe da vida escolar do seu filho

Categorias: Educação Filhos

vida escolarHoje, tendo dois pequenos na escola e com tempo para me dedicar a eles, aprendi que existem coisas que se não fizermos por nós, ou por eles, ninguém o fará. Na escola não é diferente, participe da vida escolar do seu filho.

É importante, termos claro em nossas cabeças, que o educar é em casa, e o ensinar é em feito em grande parte na escola. Mas nenhuma criança aprende tudo o que é capaz de aprender se não houver o acompanhamento dos pais.

É preciso estar atento aos filhos, o comportamento, por vezes inadequado com os colegas e suas dificuldades em realizar determinadas tarefas. A melhor maneira de se fazer isso é participando da vida escolar do seu filho. Seja participando das reuniões destinadas aos pais, sejam conversando com a professora ao levar e buscar o aluno.

Aqui temos experiências distintas, que incluem 4 crianças, sendo duas em escola particular e 2 em escola pública.

Você conhece a história da babá e os netos?

Tanto eu como a minha funcionária, estamos muito presentes na escola, acompanhamos os bilhetes, tarefas que foram trazidas para serem realizadas em casa, reunião de pais, reunião de início das aulas e todo o resto que envolve uma criança na escola.

São escolas distintas, realidades bastante diferentes, mas uma coisa há em comum, a atenção dos professores e coordenadores da escola com os pais ativos na educação dos filhos.

Na escola dos meus filhos, o calendário é apresentado em janeiro e é possível que os pais se programem para estar nas reuniões, sendo duas delas aos sábados. Na escola dos netos da minha funcionária, ao longo do bimestre é feito uma pesquisa entre os pais e o dia e horário da reunião é decido de forma a atender o maior números de pessoas, sejam logo cedo, a noitinha ou sábado.

Outra coisa muito comum que percebemos, é que não importa o dia e horário, alguns pais nunca comparecem à reunião dos filhos, e isso independe da escola pública ou particular. O que vemos também, é um empenho muito grande de alguns pais em participar em pelo menos algumas das reuniões e este esforço é reconhecido pelos professores e certamente pelos filhos.

Sempre que vejo um pai ou mãe participativos com questionamentos sobre a escola, professor ou método de ensino, percebo um real interesse da outra parte em ajudar, explicar e colaborar para o melhor desenvolvimento da criança. Quando não há este interesse e o pai ou mãe só aparecem para reclamar, parece que não faz sentido lhes dar 100% de razão ou atenção. Para mim é claro como água que a importância que os pais dão à escola e aos compromissos com os filhos, é a mesma que a escola dá aos pais. Em alguns casos, não raros, há um esforço sobre humano da escola em fazer os pais passivos, participarem mais, mesmo que sejam em vão.

Aqui, as crianças vão para a escola de transporte escolar, a agenda é o principal meio de comunicação. Aproveito e de tempos em tempos, pergunto se está tudo bem e em outras situações, vou busca-los na escola para saber mais sobre eles. O mesmo acontece com a minha funcionária.

Podemos ver que o interesse independe de classe social ou grau de instrução e é importante lembramos SEMPRE que a educação, neste caso o ensino, é a melhor oportunidade para nossos filhos aprenderem, conhecerem o mundo e alçar vôos quando chegar a hora. A educação é capaz de mudar o mundo, e que sejamos nós, parte desta mudança.

Este texto foi feito como forma de colaborar com o Movimento Todos Pela Educação, o qual eu orgulhosamente faço parte e sou embaixadora.

Leia também: O que tenho aprendido com meu filho nas férias.

Deixe seu comentário