Não visite um bebê se você estiver doente

Categorias: Cuidados/Saúde Filhos

Eu já deixei de conhecer filhos de amigas muito especiais e levei mais alguns meses até que pudesse finalmente encontra-los por conta dos meus resfriados e dos resfriados dos meus filhos. Meu mantra sempre foi: não visite um bebê se você estiver doente!

Eu já havia me imposto essa regra, e ela se tornou inviolável, depois que tive filhos. Só nós mães, sabemos o quanto é difícil ver um bebê indefeso doente, com febre ou com alguma doença respiratória que pode se agravar a qualquer momento.

A regra se estende também para aqueles que estão saudáveis, mas que os filhos estejam doentes. Seja um simples resfriado ou terminando um ciclo de antibiótico. Bebês recém nascidos ainda não possuem anticorpos e a maioria deles, não consegue combater um simples resfriado, podendo evoluir para uma doença respiratória grave.

Se você vai visitar um bebê na maternidade, seja breve, respeite o tempo da mãe e do bebê. Passou o dia na rua, considere não segurar a criança junto à sua roupa, ele não precisa da poluição que carregamos. Lave as mãos para encostar no bebê e lembre-se, espirrou, mesmo que seja por rinite, afaste-se e lave bem as mãos e rosto.

Há quem prefira visitas na maternidade, há quem prefira receber os amigos em casa, pergunte sempre para os pais do bebê, assim você pode ter uma visita proveitosa e de acordo com as expectativas da mãe.

Se você for visitar a criança em casa, provavelmente a visita será mais longa do que seria na maternidade, então verifique o dia e o melhor horário, assim você garante um tempo tranquilo.

Não visita um bebê se você estiver doente, mesmo que já tenha passado algum tempo do seu nascimento. Mesmo que a criança já tenha tomado as primeiras vacinas, aos dois meses de vida. Espere estar bem de saúde, isso evitará riscos para a saúde do pequeno e aborrecimentos à mãe.

Considere todo tipo de doença, seja resfriado, uma simples tosse alérgica, conjuntivite, amigdalite. Qualquer coisa, pode ser fatal a um bebê muito pequeno.

Fisioterapia respiratória em bebês com bronquiolite

Lembre-se, não beije o rosto do bebê, nem pegue em suas mãos. Muitos costumam chupar os dedinhos nos primeiros dias de vida e podem ser contaminados com aquela doença que nem você sabia que tinha.

Os pais, minha dica é: deixa as regras claras. Não se sinta acuado ao explicar os motivos pelos quais você as está impondo. Não se intimide com aquele parente sem noção que vai tentar tirar o seu filho dos braços da mãe e tentar beijá-lo para provar que tudo isso é frescura.

Infelizmente, alguns bebês já foram parar na UTI e outros foram a óbito, porque regras básicas de cuidado, foram violadas.

Deixe seu comentário