As mulheres querem ter filhos, mas não querem amamentar

Categorias: Comportamento Mães

Eu já pensei muito sobre isso, e já fui aquela mãe que aponta o dedo e pensa quase que em voz alta: as mulheres querem ter filhos, mas não querem amamentar.

Sem contexto essa constatação, vira acusação, mas se nós mães, que já passamos pelo puerpério, enfrentamos o cansaço e as noites mal dormidas não pensarmos melhor sobre isso, seremos sempre aquelas mães acusadoras, palpiteiras e julgadoras da maternidade alheia.

Existem inúmeros motivos para que a mãe não queira amamentar. Muitas delas, entram em profunda depressão no pós-parto e sequer são compreendidas e ajudadas, outras não sabem como amamentar e tudo que recebem são conselhos sobre as qualidades das fórmulas e da tecnologia da mamadeira XYZ.

Outras tantas mulheres, são fortemente desencorajadas pelas mães, tias, avós, sogra, amigas e para acabar de vez, o marido que muitas vezes nem participa da coisa toda, vira e diz que a mamadeira deve ser a melhor opção mesmo. Infelizmente poucos são os pais que contribuem para uma amamentação bem-sucedida.

Existem outras mulheres, que estão mergulhadas num cansaço sem fim, afogadas pelos afazeres da casa, do filho recém-chegado e de todas as outras obrigações que lhe cabe dentro de um contexto familiar, que entre manter o mínimo de sanidade e enlouquecer, prefere a primeira opção. Sim a mamadeira geralmente faz com que a criança durma mais tempo, a chupeta também, já o peito, por ser muito mais do que alimento, é solicitado muitas vezes durante toda a noite e o dia. Entre dormir em pequenos intervalos de 3 horas e se manter sã ou acordar de 40 em 40 minutos e querer se jogar da janela a cada 2 dias, a primeira opção parece mais razoável.

Eu já fui a mãe que armazenou leite na mamadeira e deixou com a avó para que pudesse dormir um pouco a noite. Também fui a mãe que se arrependeu desta decisão e relactou o filho e manteve o aleitamento materno até que ele, por conta própria, desmamasse naturalmente.

Leia sobre a relactação do meu primeiro filho.

Eu já fui a mãe que passou meses com o peito de fora e uma filha pendurada no peito por mais de 4 horas seguidas. Também já fui a mãe que fez o desmame quase que forçado, depois de acordar 17 vezes numa noite e quase enlouquecer pela privação do sono.

As mulheres querem ter filhos, mas não querem amamentar. Será que não querem, ou será que tudo o que envolve a chegada de um filho, a impediu de seguir em frente?

As mulheres querem SIM amamentar, mas muitas vezes, as outras circunstâncias as impedem e o que lhes resta é ser julgada.

Sejamos as mães colaboradoras e não as julgadoras.

Deixe seu comentário