Alimentos inadequados e porque achamos que não são

Categorias: Alimentação

Eu não sou nutricionista e nem especialista em alimentação, mas hoje eu quero falar do porque ficamos tão aborrecidas quando estes alimentos inadequados são apresentados como tal.

alimentos inadequadosDe xingamentos a profecias religiosas, de deboche a espanto é o que se vê em todo e qualquer post que fala de alimentação saudável. Para esquentar a discussão, aquele post que condena os queridinhos de todas as mães, esses aqui da foto ao lado!

Acontece que em nossa infância, tudo isso era a grande novidade do momento. Para quem nasceu próximo aos anos 70 e 80, vai se lembrar da primeira bolacha com recheio, do achocolatado na caixinha com canudo, da bolacha maizena e dos famosos refrescos, que hoje são os refrigerantes.

Nunca tivemos, tantas pessoas obesas, diabéticas e com alergias e intolerâncias como nos tempos de hoje e isso precisa ser visto, não como algo imediato ou algo sem causa. Pesquisas apontam estudos de uma ou duas gerações, onde várias doenças são desencadeadas por maus hábitos alimentares ou de sono.

Eu comi e não morri, eu sou saudável e hoje visto roupas tamanho 38, mas por muito tempo tive dores de estômago, tenho problemas de intestino, sou viciada em doce e para me manter no peso, preciso estar em constante dieta. Comer bem aqui, não é o habitual, é sacrifício, porque a bem da verdade é que eu amo pizza, farinha láctea e danoninho, mas eu não devo comer essas coisas, porque isso sobrecarrega o fígado, sobrecarrega o rim e engorda. Não engorda porque comemos demais, engorda porque é cheio de açúcar e açúcar engorda e vicia.

Eu não bebo Coca Cola sempre, mas no dia em que abro uma bendita latinha, eu tenho vontade de beber 2 litros, porque? Porque vicia!

Mas voltando ao porque ficamos tão aborrecidas quando estes alimentos são mostrados como inadequados. É obvio que é difícil entender que aquela linda embalagem, com preço acessível e que seu filho AMA e come tudinho sem pestanejar, possa fazer mal. Acontece minha amiga, que sim, faz mal, vicia e causa danos que talvez sejam vistos apenas daqui há alguns anos, quando for tarde demais.

Porque esses alimentos inadequados estão na dieta de muitas famílias?

Existem N fatores para que estes alimentos sejam adicionados à dieta diária ou semanal das nossas crianças. Sejam pediatras desatualizados (lembrando que pediatra não é nutricionista), sejam avós, tias, amigas ou as propagandas que estão em todos os lugares, mesmo quando não parecem propagandas.

O mais comum é que encontremos prateleiras recheadas destas coisas que parecem saudáveis, nutritivas e indicadas para nossos filhos. Por curiosidade compramos e subitamente são aprovados no paladar da criança. Esses tendem a fazer parte da nossa lista de supermercado e estão sempre na nossa dispensa. Pronto, dificilmente esse hábito mudará.

Outra razão pela qual uma mãe introduz na dieta de um filho o Mucilon ou outro engrossante, é o sono. Existe uma lenda que diz que a criança precisa de um leite com sustância para dormir uma noite inteira e aquela mãe que precisa trabalhar, cuidar da casa e mal tem tempo de dormir, se rende para poder descansar minimamente e se manter sã. Conheço mães que engrossam o leite com tudo que é coisa e o filho não dorme, conheço outras que o filho come pouco e dorme a noite toda. Aqui já engrossamos o leite batendo com frutas, fica doce, fica grosso e sustenta. Já tentou?

Acontece que o que damos hoje, não fará mal hoje e no futuro, não poderemos evitar certas doenças, certas deficiências ou algo mais grave.

Desde que o mundo é mundo…

Alimentos naturais, orgânicos e preparados sem conservantes nos fazem bem, e não porque é moda. Faz bem porque não contém tantos aditivos maléficos que somos incapazes de interpretar quando lemos no rótulo.

Na minha infância era comum leite engrossado, seja com maizena, com aveia ou algo do tipo, certamente não era o ideal, mas lendo um rótulo de Mucilon e vendo um pacote de aveia, acho que este segundo é muito melhor, mas também quem sou eu pra dizer, alguma nutricionista ajudaí? Pouco tempo depois, esses industrializados nos seduziram e ganharam seu lugar ao sol e até hoje reinam entre as famílias.

Tá, mas então vai comer o que? Vou responder o que meus filhos comem e que os mantém bem e nutridos. Arroz, feijão, legumes, frutas, leites adequados à idade, purê, pão com requeijão, biscoitos de povilho, vitaminas de frutas caseiras e outros. Aqui não temos besteirinhas e guloseimas na geladeira e nem na dispensa, então se por ventura, um filho pede algo diferente, é a excessão da excessão, da excessão.

Vai morrer porque comer uma bolacha maizena? Não vai morrer, mas quando ela passa a fazer parte do lanchinho diário, da dieta semanal ou é comido em excesso, tudo que há de ruim nela, estará presente em grande quantidade no organismo dos nossos filhos. Consegue entender onde está o erro?

Porque ficamos tão aborrecidas quando estes alimentos são mostrados como inadequados? Ou melhor, porque algumas pessoas me ofendem quando eu posto algo sobre o assunto?

A resposta é: NÃO SEI, que elas revejam seus conceitos sobre alimentação e treinem um pouco a tolerância e o respeito ao próximo e à informação.

3 comentários

  1. Andreia disse: em 19.04.2017

    Olha não sei porque as pessoas te ofendem por este post, mas posso tentar te explicar como senti lendo. Sou mão de um lindo bebê de 1 ano e meio. Sou formada, ou seja, tenho estudo, mas nao sou nutricionista ou medica Não tive oportunididade de acompanhar a criação de uma criança. Também não tenho mãe ou sogra que me oriente. Mas vou constantemente ao pediatra. Tudo que preciso saber converso com ela. ELA ME ORIENTA. E assim vou criando meu filho, que até hoje amamento. Lendo o seu texto me senti a pior mãe do mundo. Sei que quis ajudar, mas o que acontece quando faz um posto assim, é que muitas mães fazem uso desses produtos, as vezes com aval do pediatra, ou as vezes não tem tempo, dinheiro, dom de fazer receitas saudaveis. Mas hoje é mais facil julgar. Vi alguns comentários do tipo, “viu, estou fazendo certo”, “preguiça de cozinhar uma verdura e esperar esfriar.”. Hoje tem especialista pra tudo, tudo da cancer, tudo engorda, td tem conservante, tudo faz mal. .em juiz pra tudo. A internet tbm mente, cria dietas mirabolantes e erradas. Por isso ficoT com a opinião da pediatra. Por equanto não tem dado errado. Gostei do seu post, mas gostaria de dar a humilde opinião. Faça post com produtos menos prejudiciais. Opções mais saudaveis. Obr

    1. Gabriela Gama respondeu: em 19.04.2017

      Logo depois deste texto escrevi este aqui: http://aprendizadosdemae.com/2017/01/opcoes-saudaveis-para-os-industrializados/

      Espero que te ajude.

      bjs

  2. Bruna disse: em 18.05.2017

    Amo seus posts !! Aqui em casa minha bebê Maria Teresa de oito meses ja como de tudo..mas sempre vou variando porque ela enjoa rápido..semana passada ela adorava abacate un natura e como vitamina e nessa não mais..ai tenho que ficar mudando ainda mais porque ela qnd com ressecamento..Gabi tem um fica pra aliviar esse incômodo??

Deixe seu comentário