Arrependimentos de uma mãe de primeira viagem!

Categorias: Comportamento Mães

mãe de primeira viagemEnquanto o Pedro estava na barriga, eu tinha muitas certezas e convicções. Depois que ele nasceu, muitas delas foram perdendo espaço para o arrependimento. São muitos arrependimentos de uma mãe de primeira viagem, mas não dá pra voltar atrás. A vida é a arte de desenhar sem borracha.

Me arrependo de ter escolhido a data em que meu filho nasceria. Nunca pensei nas consequências por não respeitar o tempo dele. Decidi que ele nasceria de 37 semanas só pra que ele não nascesse perto do Natal e pudesse ter aniversário e festa na escolinha. Eu tinha certeza de que ele me agradeceria futuramente por isso e que essa era a melhor coisa que eu poderia fazer por ele. Certeza que virou arrependimento assim que soube que ele iria para a UTI devido ao desconforto respiratório, muito comum em bebes de 37 semanas. Embora este desconforto não cause danos ao bebe, perdi a chance de estar com ele nas suas primeiras horas de vida. Tirei do meu filho a oportunidade de ser acalentado e aconchegado em meu colo, onde ele deveria estar desde que veio ao mundo.

Me arrependo de permitir que oferecessem mamadeira ao meu filho na UTI. Eu estava lá nesta hora e podia ter tentado amamentar. O contato com a mamadeira dificultou a pega correta no seio e a amamentação foi um fracasso nos dias que seguiram.

Me arrependo de ter oferecido chupeta sem necessidade logo na maternidade. Satisfiz a necessidade de sucção do meu filho recem nascido e deixei de amamenta-lo achando que ele estava satisfeito e que dormia por estar saciado. Ele perdeu muito peso por isso. Ficamos mais um dia na maternidade. Quero morrer só de pensar que provavelmente sentiu fome e estava muito fraco para chorar.

Me arrependo de dar tão pouco colo no primeiro mês de vida do meu filho. Eu tinha certeza de que estava fazendo o melhor ao deixa-lo no berço. Não imaginava o quanto o colo e o carinho confortam um bebe que acaba de nascer e se sente inseguro neste novo mundo.

Me arrependo de ter estocado leite só para poder descansar a noite, enquanto minha mãe alimentava meu filho na mamadeira. Acreditei que isso me faria recuperar melhor da cesárea, me faria ter mais leite e que meu filho não sentiria falta do meu afago.

Me arrependo de ter deixado meu filho em casa com minha mãe para acompanhar a interminável obra da nossa casa nova. A obra não andou mais rápido por isso e eu fiquei dias e mais dias longe do meu pequeno. Dói demais só de lembrar.

Me arrependo das tantas mamadeiras oferecidas por não acreditar que pudesse alimentar meu filho. Descobri a duras penas o quanto ele precisava de mim, do leite materno e do aconchego de mamar no peito.

Me arrependo da certeza de que só a minha verdade é que valia, que todas as minhas escolhas eram as melhores e que nada me faria mudar de idéia. Me arrependo amargamente por isso. Se eu tivesse tido mais duvidas, talvez tivesse errado menos.

As mães também choram!

6 comentários

  1. Avatar
    Atelier Aroma de Amor disse: em 31.08.2013

    Nossa!! fiquei com dó de você agora!!! mas não se culpe, você tem a vida toda pra dar amor, carinho e aconchego pro seu bebe e isso tenho certeza que você não vai errar! fique na paz!!!!

  2. Avatar
    admin disse: em 31.08.2013

    Obrigada pelo carinho! Desabafar faz bem, enxergar os erros permite tentar mudar e acertar! Bjs

  3. Avatar
    Roberta Azevedo disse: em 31.08.2013

    Se arrepender e reconhecer que algumas coisas poderiam ser diferente só de mostra o grande amor que você tem pelo seu pequeno, quando você pensou que nascer de 37 semanas iria ajudar ele no futuro talvez faltou orientação, quando você tirou leite para dar a noite e descansar, talvez o ccansaço de venceu…nao somos todas iguais, quando você foi acompanhar sua a obra será que não foi por querer um lar para ele. Não se julgue mais, como mãe acredito que seu filho não deixou de ti amar menos, outras fórmulas de vínculo pode ser criadas, e isso tudo só acaba em amor de mãe e filho. Bjs

  4. Avatar
    admin disse: em 31.08.2013

    Perceber o erro, entender que é possível mudar faz parte do nosso crescimento como mãe! Obrigada pelo carinho!

  5. Avatar
    PatchColors disse: em 01.09.2013

    Não nascemos mães aprendemos a ser! Seu filho foi abençoado com uma mãe, corajosa, sensivel e verdadeira. esse garoto vai aprender muito! bjs!

  6. Avatar
    admin disse: em 01.09.2013

    Obrigada pelo carinho!

Deixe seu comentário