A genialidade do método Pilates

Categorias: Reabilitação Saúde

“Eu inventei todas as máquinas. Em 1925 eu as usei para exercitar pacientes reumáticos. Veja, você vê a máquina resistir a seus movimentos de modo certo.  Então seus músculos internos terão que trabalhar contra a resistência. Dessa maneira, você se concentra no movimento. Você deve executá-lo sempre suave e lento e então seu corpo inteiro trabalha e está presente.” JOSEPH PILATES

Hoje a Renata fala sobre a genialidade do Pilates. Um método desenvolvido para reabilitar pessoas desde a Segunda Guerra Mundial. Este método é utilizado hoje como reabilitação e também como atividade física já que além dos benefícios à saúde, proporciona um corpo mais flexível e bonito.

Pilates é um método centenário de condicionamento do corpo, que foi idealizado primeiramente, para aliviar as deficiências que tanto atormentaram a infância de Joseph Pilates e que, depois, foi sendo experimentado e explorado em vários de seus alunos/pacientes. Ao longo de seu desenvolvimento, recebeu fortes influências de práticas como Yoga, meditação, métodos de construção corporal e a disciplina rigorosa, vinda de sua ascendência greco-romana.

Leia mais sobre como surgiu o pilates

Joseph Pilates, com toda a sua genial percepção corporal, intuiu que se algo no seu corpo falhasse, era necessário desenvolver e fortalecer outras partes, sempre com a finalidade de refazer o equilíbrio geral do corpo.

Seu método original foi baseado em 34 movimentos – publicado em 1945 no livro Return to Life. Esses movimentos tinham a intenção de fortalecer, alongar e melhorar a mobilidade, sempre estabilizando o centro do corpo através do que ele denominava de “engajamento da musculatura abdominal profunda”.

pilatesEle dizia que se você treinar sua mente e focar inteiramente no movimento ideal, seu corpo irá elaborar caminhos para realizá-los de forma precisa e graciosa, evidenciando a relação entre sua saúde física e mental.

A elaboração e execução dos movimentos, precedida de concentração, traz outros ganhos corporais, além de músculos e flexibilidade: a força passa a ter uma função diária; a auto correção da postura fica automática; a capacidade respiratória aumenta dia após dia; a coluna vertebral exerce sua função de flexibilidade corporal, movimentação e sustentação do corpo; a musculatura abdominal contém as vísceras alocadas de forma a exercer melhor suas funções, dentre outros benefícios.

Com tudo isso,  podemos concluir: Joseph Pilates era um gênio.

“O primeiro requisito para a felicidade… é a obtenção e manutenção de um corpo desenvolvido de modo uniforme. Com a mente plenamente capaz de elaborar a forma como o corpo irá realizar as diferentes atividades diárias de forma prazerosa, espontânea e natural.”

JOSEPH PILATES

Renata Pereira Soares de Oliveira é fisioterapeuta, formada pela Universidade Católica Dom Bosco em Campo Grande/MS. Especialista em ortopedia – aparelho locomotor – pela Escola Paulista de Medicina, em Terapia Manual, reconhecida pelo Manual Conceps Institute na Austrália e em Pilates Clínico internacional pelo The Australian Physiotherapy and Pilates Institute – APPI, da Inglaterra. É membro da equipe multidisciplinar de dor pediátrica da Escola Paulista de Medicina e voluntária na ONG ACREDITE – Amigos da criança com reumatismo.

Renata atende em seu consultório na cidade de Barueri (Alphaville) e é mãe do Theo, de 8 anos.

Deixe seu comentário