Será que estamos presente na vida dos nossos filhos?

Categorias: Comportamento Mães

Enquanto meu filho me chamava para ver algo que ele estava fazendo, eu respondi sem olha-lo nos olhos e continuava passeando pelo feed do Instagram. Neste momento me deparei com esta imagem feita pelo Marcelo @papaionline e me dei conta de que a maior parte do meu tempo não era dos meus filhos e sim do celular. Mais uma vez a culpa invadiu meu coração e eu me vi de novo mais ligada ao celular do que aos meus filhos. Meu marido reclama sempre que encontra uma oportunidade do quanto eu fico no celular e eu confesso que acho um saco quando ele reclama. O quanto estamos presente na vida dos nossos filhos?

tempo com filhos

Foto gentilmente cedida pelo @papaionline

Eu participo de vários grupos de whatsapp, respondo muitos emails, recebo inúmeras notificações o tempo todo e o que acaba acontecendo é que não me organizo para responder as coisas não urgentes em horários destinados ao meu trabalho. Também não consigo deixar de responder uma mensagem de algum amigo que poderia esperar meia hora ou um pouco mais para receber uma resposta. Também não consigo acordar sem olhar o celular antes de levantar da cama. Assim como eu, tem muita gente que passa pelo mesmo problema, que também vive grudado no celular e quando é chamado pelos filhos se irrita por ter que deixar as novidades das redes para depois. 

Dois dias depois de ver a imagem acima, eu desci para o play do prédio com o celular e com a desculpa para eu mesma que era para ver as horas e tirar fotos dos meninos, quando na verdade eu queria continuar olhando meu celular. Depois de 15 minutos tirando fotos e zapeando o Facebook a bateria acabou. Coloquei o celular no bolso e fui de fato brincar com meus filhos. Pude balança-los no balanço, correr e brincar de pega-pega, ajudar a pequena a super pela rampa do escorregador e descer mil vezes o mesmo brinquedo. Por fim eu realmente estive com meus filhos e eles tiveram toda a minha atenção.

Existem muitas mães como eu que optaram por deixar seus trabalhos e dedicar-se à casa e às crianças, mas tem muita mãe que assim como eu, passa mais tempo na internet do que com os filhos.

Está difícil criar filho no mundo de hoje? Está sim, mas fica ainda mais difícil se estivermos sempre ocupados quando eles estiverem precisando da nossa companhia. que possamos refletir e encontrar um equilíbrio como tudo na vida.

Há algum tempo atrás a Gabis do Bossa Mãe me disse que sua mãe tinha dois empregos, mas era tão presente na vida dela e da irmã. Com certeza essa mãe quando sentava para brincar, fazer lição de casa ou parava para ouvir suas duas filhas, ela estava ali de corpo e mente, totalmente dedicada para que aquele tempo fosse inesquecível, e foi.

Que algumas horas sejam exclusivamente dos nossos filhos. Que possamos olhar em seus olhos, ouvir de verdade o que eles tem a dizer, pular junto, sentar para brincar, correr atrás da bola, estender a mão para que não caiam e principalmente, que eles tenham boas lembranças da infância e que se lembrem da gente como pai e mãe presentes em sua vida.

3 comentários

  1. Avatar
    Gabi Miranda disse: em 19.09.2016

    Gabi,
    Que bacana você ter percebido isso e ainda assumir. Poucas pessoas assumem esse tipo de coisa assim na lata. Eu já fui assim, até que um dia caiu a ficha e hoje tenho algumas regras. Evito ao máximo o celular qd estou com a família. No trabalho tento ver quando estou com tempo mesmo ou separo um horário mais calmo para fazer. O problema é que o celular dispersa mesmo e a gente acaba não fazendo o que importa. Recentemente, li um livro que fala muito sobre isso e eu percebi que perdia um tempo no celular quando não devia, mesmo sem os filhos. Tipo quando eles já saíram de casa de manhã ou quando acordo. Estou mudando esse hábito também e tenho ganhando muito mais tempo.
    Sobre a minha mãe, acho que ajudava não ter essa tecnologia toda na época. ahahahaha Vamos seguindo, tentando ser melhores mães frente a época em que vivemos.
    Adorei seu post tão declarado. Parabéns!
    beijo

  2. Avatar
    Socorro disse: em 29.09.2016

    Amei as suas postagens e gostaria de receber mais.

  3. Avatar
    Socorro disse: em 29.09.2016

    Me sinto como você…
    Tem horas que quero simplesmente colo ao invés de dar colocar.Quero gritar e não escutar gritos .

Deixe seu comentário