Pais, o quanto vocês permitem que interfiram na criação dos seus filhos?

Categorias: Depoimentos Educação Filhos Mães

Numa noite de férias qualquer, minha mãe entrou no quarto e me perguntou se poderia oferecer um leite morno ao Pedro. Meu filho toma leite morno todas as noites antes de dormir então obviamente ela poderia ter oferecido sem perguntar. É uma pergunta comum, mas que envolve respeito da minha mãe por mim como filha e mais do que isso, respeito pela mãe que sou.

Meu maternar é quase um livro aberto para quem acompanha o blog há bastante tempo, não tenho problemas em falar sobre alimentação, criação, desabafos ou os tipos de escolha que faço para os meus filhos. Nem todas as minhas escolhas são as melhores aos olhos dos outros, mas são as melhores que posso fazer com amor para os meus filhos. Ninguém erra querendo errar, todo mundo está sempre tentado fazer a coisa certa, às vezes no meio do caminho a gente percebe que está errando e muda de novo.

Pais, o quanto vocês permitem que interfiram na criação dos seus filhos?Eu tenho uma ótima relação com minha família, e pouco enfrento palpites ou opiniões contrárias às minhas quando o assunto é filhos. Não sei bem se tenho sorte e tenho parentes acima da média ou eu realmente não dou espaço para criticarem ou fazerem algo contrário ao que eu acredito. Isso vale para comida, doces, hora do sono, temperatura do banho e tudo o que envolve cuidados e educação. Pensando que ainda tenho avós e meus filhos bisavós muito ativos, esclarecidos e com uma boa saúde, estou falando de mais de 80 anos entre eles e 2 gerações no meio. É natural que eles pensem diferente, queiram ensinar o que era bom antigamente e contar o que funcionava naquela época. Mas não parece natural para todo mundo que isso seja feito de forma respeitosa e amigável.

Quando o assunto é alimentação ou desenvolvimento dos filhos, vejo muitas mães marcando os maridos ou mães e a intenção nada mais é do que dizer que sim, elas tem razão sobre determinado assunto e que desejam ser respeitadas. Duas coisas eu vejo aqui, uma exposição dos problemas pessoais entre casais e famílias expostos em redes sociais e outra na forma de dizer que exije respeito e compreensão. Acredito que os maridos e as mães ou quem quer que seja não vão entender o recado. Acho que se há interferência nociva à educação e criação dos filhos, precisa ser tratado de maneira clara e respeitosa para que se chegue a um senso comum.

Leio por diversas vezes, depoimentos de mães magoadas com atitudes da família em relação ao filho, principalmente na questão da alimentação. Gente que para contrariar os pais, oferece doces escondidos, balas, refrigerantes e acha graça. Ok parece um gesto inofensivo e que não vai causar grandes estragos à saúde da criança se feito vez ou outra, mas isso causará danos à relação. Que tipo de respeito essas pessoas tem pelos pais e pelas escolhas que eles fizeram para seus filhos? Sim isso é desrespeito, isso é ir contra ao que acreditam esses pais.

Pais, o quanto vocês permitem que interfiram na criação dos seus filhos? Como se comportam quando alguém faz algo que não lhes agradou? Como conversam sobre o assunto?

Acredito que um problema maior do que os parentes, é o pai e a mãe que não concordam com a escolha de um ou de outro. De nada adianta uma mãe seguir uma dieta adequada à idade do seu filho e o pai chegar com um saco de doces no fim do dia. Isso mais me parece uma alfinetada na mãe como crítica ao seu modo de criação do que gesto de amor com o filho. Resolva sua relação conjugal sem que isso interfira sua relação paternal ou maternal. Os filhos não merecem pagam pelas escolhas, erros ou brigas dos pais. A vida lá fora é muito dura para se viver num ambiente hostil.

O problema se torna ainda maior quando a família do outro desrespeita e o outro não se impõem. Canso de ouvir mães dizendo que quando o filho vai para a casa da avó paterna, faz tudo que não pode em casa e ainda ouve que a mãe é uma chata. O pai que deveria exigir respeito à esposa e ao filho, se cala e vai embora achando que tudo bem. Gente parem de ser desrespeitados e engolirem desaforos que não merecem, parem de permitir abusos seus filho os quais não concordam.

Seus pais precisam lhes respeitar como filhos e mais ainda, precisam lhes respeitar como pais!

1 comentário

  1. beatriz Reusing Beneti disse: em 19.07.2016

    Acho muito importante os pais da criança se possicionarem em relaçao a interferencia na educaçao de seus filhos, mas tem que ser oa dois a mae e o pai juntos. Porque se nao nem a familia materna e nem a paterna irao enfim entender que cada geraçao tem sua forma particular de educar uma criança, e que nem sempre agredir e melhor. Buscar uma base na educaçao conservadora é sim impotante, mas o respeito tambem deve atravessar geraçoes!

Deixe seu comentário