Por que mudei meus filhos para uma cama montessoriana

Categorias: Decoração Desenvolvimento Dicas Enxoval Filhos Produtos Publieditorial

Sobre cama montessoriana. As duas coisas que eu fiz muita questão de escolher com calma e antecedência, foram carrinho e berço. Eu errei nas duas escolhas! Talvez porque eu nunca tivesse acessado um blog sobre maternidade e nem procurado referências sobre enxoval e tipo de quarto para bebês. Acho que a única ajuda que recebi foi o conselho do meu arquiteto quando me orientou a não fazer nenhum móvel planejado, já que criança é imprevisível e nem tudo que planejamos dá certo. Ele parecia adivinhar o que aconteceria nos próximos anos.

No meio da gestação resolvi comprar os móveis do quarto do Pedro. Cheguei na loja que havia previamente selecionado e saí de lá com uma encomenda de berço, cama auxiliar com bicama e um armário. Encurtando a estória, o quarto foi pensado e planejado com carinho para o Pedro e ele aproveitou muito esse mundo de móveis que escolhemos para ele, mas aí nasceu a Olivia. Digo sempre que ela veio para nos lembrar diariamente o quão imprevisível é uma criança e o quão diferentes podem ser os irmãos, mesmo com idades tão próximas.

Para resumir beeeeeem a saga do quarto, Olivia já teve mini berço no nosso quarto, berço camping, berço no escritório para garantir que ela não acordaria com os barulhos do Pedro e de herança, o berço que havia sido do Pedro e que ele não queria ceder para ela de jeito algum. Parece que ela entendeu muito bem que não deveria usar o berço e de fato raramente usou.

Nós já havíamos tentado de tudo e inclusive fiz o desmame noturno de tão esgotada que eu estava, até que um dia resolvi colocar ela para dormir num colchão no chão e ela passou a dormir a noite inteira quase toda noite.

Eu já conhecia o método montessoriano e havia me interessado por ele mas sem grandes expectativas de tirar tudo o que estava no quarto das crianças (a muralha da China, juro) e escolher camas no chão, caixas de brinquedos acessíveis e algumas roupas também. Com o passar do tempo o Pedro começou a pedir para dormir no chão junto com a irmã e então eu não tinha mais nada a fazer além de vender o que havíamos planejado de moveis e procurar uma marcenaria que fizesse a cama do jeitinho que eu queria, foi quando eu conheci a Realejo Atelie onde pude pensar, repensar e chegar num modelinho de cama que atendesse às expectativas dos pequenos e às minhas também.

A minha ideia era deixar o quarto mais agradável, acessível e com mais espaço. Queria que o Pedro e a Olivia pudessem acordar e sair livremente do quarto. Isso me parecia algo bom do ponto de vista de desenvolvimento e autonomia. Conseguimos!!!

cama montessoriana

Quando a gente olha essas duas simples caminhas, pensa que teve zero de planejamento, quando na verdade, para chegar a esse resultado pensamos em várias coisas juntos.

• Eu queria as camas em L e tinha uma espaço que precisou ser milimetricamente calculado.

• As camas precisavam ser baixas mas com cara de cama. Cama montessoriana não precisa ser no chão, mas precisa ser acessível à criança. Nós preferimos a baixinhos mesmo.

• A lateral da cama não podia estar próxima à altura dos colchões pois eu não queria que a Olivia acordasse por esbarrar na madeira.

• Procurei por um custo honesto, não queria o mais barato de todos, também sei que um bom trabalho tem o seu valor, mas eu queria algo que fosse justo para todos.

• Precisava de uma cama que fosse resistente porém leve para poder levanta-las para limpar embaixo.

Olhem o quarto por outro ângulo e observem a altura da decoração da parede. Quando eles vão olhar, se interessar e brincar com os peixinhos? Eles funcionavam mais ou menos quando a cama alta e o berço estavam no quarto, mas ainda assim o fundo do mar poderia começar na parte baixa da parede. Preciso pensar em como mudar essas paredes urgentemente.

quarto montessoriano

As caminhas chegaram há uma semana, e desde então tem sido a alegria na hora de pular, correr e dormir. Se eu pudesse imaginar o quanto seria melhor, teria mudado há muito tempo.

Tenho postados algumas fotos dos pequenos brincando ou pulando nela e muitos me perguntam se eu não uso grades laterais para garantir que meus filhos não rolem para o chão. Era justamente das grades que queríamos fujir e por isso não utilizamos por aqui. Essas fotos foram gentilmente feitas pela Sila Costa e o ambiente estava sem nada ou quase nada para darmos destaque às camas, mas no dia a dia grudadinho nas camas temos tapete de E.V.A. e quando eles dormem eu protejo as laterais com almofadas grandes e bem largas para que eles não “caiam” no chão.

O próximo passo é fazer um gaveteiro que seja acessível para os pequenos e que sirva para guardar os acessórios usados no dia a dia que atualmente estão no armário do escritório.

publieditorial aprendizados de mae

16 comentários

  1. Kândice Rosa disse: em 18.05.2016

    Boa noite, Gabriela! Aqui, tb venho pensando bastante em mudar para o esquema montessoriano. Meu pequeno ganharia autonomia, mas fico receosa, pois ele costuma se jogar no berço, e meu medo é bater a cabecinha no chão, mesmo protegido por almofadas. Dúvidas: quando vc trocou as camas, eles estavam com que idade? Meu bebê já tem 1 ano e 10 meses, mas como foi um prematuro extremo, alguns estímulos ainda não surtiram o efeito desejado…

    1. Gabriela Gama respondeu: em 18.05.2016

      Kândice, a Olivia fez 1 ano e 5 meses agora. Coloque E.V.A em volta da cama e proteja com almofadas. Acredite, eles são mais espertos e desenvoltos do que imaginamos. Me conta depois? bjs

  2. Alessandra Guerreiro disse: em 18.05.2016

    Post muito esclarecedor. Estou fazendo a transição do berço para a cama (apesar do meu filho amar dormir na minha cama… rsrsrs). Nunca havia pensado no sistema montessoriano. Uma vez que colocamos o colchão dele no chão, ele adorou a ideia. O berço dele é daqueles que abaixam e viram cama… vou começar por aí…

  3. Karina Martins Alves disse: em 18.05.2016

    Amei Gabi. Já troquei tanto o quarto da Sophia, mas ainda não cheguei no ideal e estou pensando seriamente no estilo Montessoriano.
    bjs,
    Kah

  4. Larissa disse: em 18.05.2016

    Eu tentei por muito tempo acertar com que meu bebê dormisse bem, até que um dia resolvi colocar um colchão no chão também e ele dormiu bem melhor, não do jeito que eu esperava a noite toda, mas muito mais tranquilo do que no berço, desde então ele só dorme no chão, e mandei fazer uma caminha rente ao chão para colocar no quarto dele.

  5. Bia disse: em 19.05.2016

    Maravilhosa dica! Estou meio super totalmente insegura em deixar meus pequenos sozinhos no quarto deles… Mas essas camas ficaram tão maravilhosas que consigo até imaginá-los ali. Tenho um menino de 3 e uma menina de 1. Obrigada mesmo!!

  6. Juliana disse: em 19.05.2016

    Adorei a ideia, a praticidade das camas.
    Ainda estou de 5 semanas mas fuçando na internet vi o artigo e gostei muito. O que você sugere considerando que tenho 2 gatos e 1 cachorro? Colocar aquela gradinha na porta do quarto? Você acha que seria viável no dia a dia?

  7. Tassia Santos disse: em 22.05.2016

    Olá, estou grávida do 3° filho e quero fazer este método de quarto, os primeiros meses no moisés e depois o montessori, mas como ainda não sei o sexo, não sei em qual quarto o bebê vai ficar, se o da minha filha ou do meu filho e minha pergunta é: Minha filha tem 8 anos e meu filho 6, tenho que colocá-los no montessori também? Eles não são grandes pra isso? Por favor me ajude 🙂 Beijjos

    1. Gabriela Gama respondeu: em 22.05.2016

      O método diz que a cama e tudo a sua volta deve ser acessível à criança, então se seus filhos conseguem subir e descer livremente da cama atual não vejo sentido em mudar. Já que está me pedindo um conselho, eu não colocaria um bebê com os maiores, pois a rotina insana do sono atrapalha quem já vai pra escola e tem compromissos de horários. Aqui a Olivia tem 1 ano e 5 meses e ainda acorda muito cedo e atrapalha o sono do Pedro. Colocaria os grandes juntos e deixaria um canto pro bebê. Isso vai ajudar a manter sua sanidade mental porque um bebê chorando e um filho exausto por conta do choro, ninguém merece!

  8. Marilei disse: em 24.05.2016

    Olá ,achei muito interessante essa ideia, tenho gêmeos idênticos e montei o quarto deles fiz decoração comprei as camas em formato de carros pra eles e nada acho que não chegaram a dormir uma noite inteira no quarto deles na cama deles e coloquei um colchão no chão do meu quarto e é a onde eles preferem dormir.

    1. Gabriela Gama respondeu: em 24.05.2016

      Hoje em dia eu olho para as caminhas baixas e sinto que fiz a escolha certa! Eles dormem quase sempre a noite toda 🙂

  9. Shari disse: em 22.06.2016

    Olá. Tenho lido alguns artigos sobre o método montessoriano e não sei muito sobre o assunto. Sou mãe solteira e moro com minha filha de 1 ano e meio e minha mãe. Minha pequena tem dormido todas as noites comigo simplesmente pq eu amo dormir com ela. Ela dormia no berço mass sempre pegava no sono no meu colo. Como foi fucando pesada resolvi sempre deitar com ela pra ela pegar no sono e acabei deixando ela dormir sempre comigo. Ela ta super acostumada e na hora de dormir ja vem sozinha pro quarto dizendo tchau pra minha mãe, uma graça. Enfim, devaneios de mãe boba a parte, rsrsrs, como faco pra fazer essa transição? Gostaria que ela dormisse sozinha mas ao mesmo tempo amo dormir com ela e não suporto a ideia de largar ela no berço e deixar chorar até dormir. Só pra constar ela é beeem geniosa e tem uma personalidade super forte, pelo que podemos notar. Desculpe encher tanta linguiça mas gosto de explicar as coisas nos seus mínimos detalhes. Hehehehehe. Obrigadaa.

    1. Gabriela Gama respondeu: em 22.06.2016

      Shari, a parte boa da cama baixa é que vc tem acesso fácil. Eu vivo deitando com os meninos. As vezes passo a noite inteira com eles na cama, as vezes os faço dormir e volto pra minha. Foi tranquilo porque a rotina não mudou.

  10. Iara disse: em 10.10.2016

    Estou procurando esse tipo de cama, e so acho com valores muito alto…. quanto foi mais ou menos a que vc comprou? Ou mandou fazer?

    1. Gabriela Gama respondeu: em 10.10.2016

      Iara, eu mandei fazer na Realejo Ateliê, pedi para eles o projeto e chegamos neste resultado. Sobre preço, achei justo o cobrado pela qualidade e acabamento.

Deixe seu comentário