Adaptação escolar

Categorias: Desenvolvimento Filhos
O início da vida escolar de um filho é algo marcante sem dúvida alguma e aqui, não foi diferente. Esperamos o início das aulas como quem espera um filho nascer. Estávamos muito ansiosos com essa nova fase da vida do Pedro. É como se ele estivesse pronto para sair do ninho e alçar novos vôos.
Fizemos a matrícula dele com toda antecedência do mundo, eu já estava de 7 meses quando as vagas foram abertas. Na época que decidimos não coloca-lo mais no maternal da prefeitura, já tínhamos uma vaga ideia de onde provavelmente ele estudaria. A escola foi indicada por uma amiga muito parecida comigo em termos de formação de cidadão, cuidado e estrutura, então seria fácil gostar. A matricula foi feita logo na primeira visita e desde então, venho preparando tudo com muito carinho para esta semana tão esperada.
Mochila, lancheira, uniforme e tudo o que foi pedido na extensa lista de material escolar foi providenciado antes do nascimento da Olivia. Queria ter a certeza de que nenhum detalhe fosse esquecido.

Na semana passada foi a primeira reunião de pais, papai e eu fomos ansiosos para ouvir o que a escola tinha a nos dizer, e saímos de lá ainda mais tranquilos com a escolha e a sensação de que seria muito bom para o Pedro iniciar suas atividades escolares com 2 anos de idade.

Aguenta coração, no primeiro dia papai e eu levamos o pequeno até a porta da escola e engolimos o choro, literalmente. Sorrimos, conversamos e deixamos nosso pequeno para as 2 horas de adaptação do primeiro dia. fiquei por perto com várias outras mães que também aguardavam ansiosas a saída dos seus filhos. Confesso que o coração ficou apertado ao ve-lo chorar por me ver na porta esperando. Fomos pra casa conversando e ele cantando sem parar um minuto.
Segundo e terceiro dia, tudo igual, uma reclamada para entrar e um sorrisão enorme ao sair e uma lembrancinha da atividade do dia grudadinha nas mãos e entregue com muito carinho pra mim. Guardei todas com muito orgulho e um amor imenso.
Ontem, quarto dia foi o mais dificil pra mim. Iniciei a adaptação na van escolar. A escola não é tão perto de casa e com a Olivia tão pequena, seria inviável levar e buscar o Pedro todos os dias. Fomos indicados pela mesma amiga que indicou a escola. Fiquei super preocupada com a vinda e com a reação dele ao sair e entrar num carro desconhecido e não me ver na porta. Se ele chorou? Nada! veio feliz da vida assistindo um DVD e por fim adormeceu. Quando me viu, ficou um pouco confuso por não acordar na garagem e sim na estrada do condomínio, mas em 2 segundos estava todo feliz conversando e querendo brincar mais um pouco! Enquanto a van estava a caminho a responsável foi me mandando fotos. Nada melhor do que ver meu filho com o rosto tranquilo!
Hoje é o último dia de horário reduzido e adaptação e eu espero que ele continue contente ao sair do banho e encontrar o uniforme pronto para ser vestido e carregue sua mochilinha com o mesmo entusiasmo dos primeiros dias!
Ufa, sobreviveremos =)

Deixe seu comentário