Brincadeira de criança, como é bom…

Categorias: Desenvolvimento Filhos
Acabamos de passar pelo dia das crianças, uma data puramente comercial, mas muito esperada pelos pequenos. No ano passado não compramos presente pro Pedro, ele tinha apenas 10 meses e achamos desnecessário. Este ano decidimos que ele ganharia algo bacana que ele pudesse aproveitar por bastante tempo. Como temos mais 2 crianças em casa, precisava escolher algo que pudesse ser compartilhado entre todos.
Optamos por uma toca com bolinhas coloridas, parece meio unânime, toda criança adora piscina com bolinhas e o Pedro não é diferente. Um brinquedo teoricamente fácil de ser encontrado, mas em falta nas principais lojas de artigos infantis. Depois de 6 lojas visitadas, finalmente consegui comprar o bendito presente.
Sábado depois que o Pedro dormiu, foi o momento de preparar os presentes para domingo, digo presentes porque na nossa lista também entra o Nicolas e a Geovana. Passamos algum tempo preparando tudo para que o domingo fosse bem especial.
Pedro acordou cedinho, 7h da manhã já estava chamando a mamãe e suspirando ao ver a toca ao lado do berço, cheia de bolinhas coloridas. Assim que o tiramos do berço ele não quis entrar na toca, mas foi logo pegando várias bolinhas e espalhando pelo quarto.
O dia foi inteiro dele, muito tempo juntos, brincadeiras, comidinhas, passeio e tudo mais. Ele brincou o tempo todo entre a toca, o play do prédio a brinquedoteca do restaurante em que almoçamos. Foi um dia sem televisão e sem tablet e a idéia de escrever este post era para falar justamente sobre isso.
Vivemos cercados de tecnologia, de desenhos animados que nos permitem jantar por alguns minutos sem ser interrompidos, mas também vivemos a insegurança de saber ou não o limite dessas coisas. O Pedro adora brincar com o iPad e é apaixonado pela Peppa, como quase todas as crianças. Durante um tempo cheguei a pensar que o tempo de exposição à TV e os pedidos constantes para brincar com o iPad estavam passando dos limites. Durante a semana o iPad não sai do armário, mas fim de semana era sempre uma briga porque o Pedro não queria largar de jeito nenhum.
Comecei a alterar a rotina de casa para poder brincar mais com o meu filho, isso inclui menos horas de sono, assim quando ele acorda já estou a disposição para cuidar e brincar com ele até a hora da babá chegar. Notei que depois que ele ganhou mais tempo comigo, começou a acordar mais cedo e aproveitar ainda mais o dia. Mesmo quando estou tomando café da manhã, ele prefere brincar à nossa volta do que ficar na frente da televisão, isso inclui a Peppa. Assim que levanto ele me chama para brincar no quarto com ele, onde tem de tudo, menos brinquedos eletrônicos e TV. A nova rotina tem sido mais cansativa, porque haja disposição para sentar e levantar do chão meia dúzia de vezes com uma barriga de 8 meses, mas o sorriso e a satisfação do pequeno, valem todo o esforço!Pedro troca a Peppa e o iPad por uma boa brincadeira ou um passeio no play sem pestanejar. Acho que isso serviu para mostrar que se eles são TV dependentes ou algo do tipo, é porque nós dedicamos pouco tempo a eles. Vejo centenas de mães postando fotos dos seus filhos pintando, desenhando ou passeando em algum parque, isso indica que o nosso tempo de qualidade com os filhos é muito mais importante do que qualquer outra atração. E posso afirmar que não é só o Pedro, como tenho mais duas crianças em casa, percebo o quanto eles gostam de atenção e companhia para brincar.

Espero ter disposição e criatividade para poder ter tantos momentos de diversão, risadas e brincadeiras com meus filhos.

Algumas fotos desses últimos dias onde tivemos menos TV e mais brincadeiras.

 

PS: Nada contra a Peppa ou ao iPad, eles são muitos úteis e divertidos, só acho que não devem ser a prioridade dos filhos e nem a única opção.

Deixe seu comentário