Objeto de transição dos bebês

Categorias: Desenvolvimento Filhos

objeto de transiçãoÉ muito fácil encontrarmos crianças agarradas a algum objeto de estimação. Pelúcia, fralda, naninho e coberta estão entre os mais comuns, são conhecidos como objetos de transição e ajudam as crianças a passar pelas transições da infância, como uma nova babá ou uma nova escolinha.

O apego a este tipo de objeto de transição, geralmente começa durante a crise dos 8 meses, também conhecida como a crise do terceiro trimestre, ou ainda a angústia da separação, onde o bebê começa a entender, que ele e a mãe não são a extensão uma da outra e sim duas pessoas que se separam as vezes. Ter um amiguinho pode ajuda-lo a superar esta frustração mais facilmente! Afinal não e fácil crescer! Pedro está no meio da crise dos 8 meses, mas ainda não consegui observar qualquer tipo de apego especial além da chupeta. Ele tem um naninho que fica na cama e é seu companheiro de todas as manhãs quando acorda, mas quando viajamos, nem sempre o naninho vai junto e ele acorda feliz e sorridente igual.
Não existe uma idade ideal para separar as crianças desses objetos tão queridos por elas e há quem guarde-os até a idade adulta inclusive. Quando seu filho tiver idade para entender melhor as coisas, horários e locais podem ser estipulados, mas isso vai de cada um. Há pais que não se importam de levar o fiel companheiro pra todo lugar, já outros acham que isso faz parte apenas do inicio da infância e depois de certa idade, fica feio carregar este amigo pra todo lado. Importante observar se este fiel amigo é uma segurança extra para a criança ou a sua única segurança, caso ela se enquadre na segunda opção, é preciso observar o que anda acontecendo em casa e/ou na escolinha. Ambientes tranqüilos, felizes e motivadores ajudam a criança a sentir-se mais segura e confiante. Caso ela demonstre irritabilidade, agressividade ou esteja chorosa, vale observar com mais cautela, talvez seja o indicativo de que algo não vai bem, seja na escolinha, seja com a babá. Um bom termômetro é notar se ela está triste ou se fica feliz quando você chega em casa. Talvez a rotina escolhida, ou a babá, não sejam as melhores opções no momento.
Engraçado que os segundos, ou terceiros filhos não costumam ter este objeto de transição, pois já tem alguém a quem apegar-se, no caso o irmão(ã) mais velho(a), principalmente se a idade entre um e outro for pequena.

Deixe seu comentário