Como fazer das tarefas diárias algo divertido!

Categorias: Sem categoria
Ontem escrevi sobre o dia a dia do Pedro com o pai. Percebi ao escrever, que tudo aquilo que fazemos no automático, que tomam nosso precioso tempo e nos deixam extremamente cansadas, pode ser encarado de maneira mais leve e tranqüila, podendo até virar diversão!

Deixo aqui algumas dicas:

Troca de fraldas • A medida que os bebês crescem, a curiosidade cresce junto, já não é tão fácil trocar a fralda sem que o bebê se mexa o tempo todo. Procure fazer seu filho interagir com um novo brinquedo ou desperte a sua curiosidade ao segurar o tubo da pomada, ou deixa ele segurar a fralda e descobrir que ela pode ser aberta (faça isso só com a limpa) cada novo movimento e cada nova descoberta deixará seu filho mais feliz e confiante, além de ganhar vários sorrisos. São 3 ou 4 minutos que podem tornar seu dia mais divertido.


Comidinhas • Reserve um tempo grande pra isso, nem todos os bebês são bons de garfo, e muitos precisam de muita conversa e paciência. Pense que eles estão descobrindo novos sabores e texturas, e uma alimentação divertida pode colaborar com a boa aceitação dos novos alimentos. Desperte a curiosidade dele para novas frutas e outras comidinhas, ofereça um pratinho bem variado e deixe-o pegar, amassar e experimentar por conta própria. Uma boa hora para fazer isso é na refeição que antecede o banho, assim ele vai da mesa pra banheira feliz da vida.

Banho • Todo bebê gosta de banho, quando pequenos, mais parece uma sessão de relaxamento, mas a medida de vão crescendo, a banheira mais parece uma piscina. Coloque alguns brinquedinhos na água ou um livro de banho, deixe seu filho curtir este momento e aproveite para assistir suas brincadeiras. Bacana também registrar estes momentos, as fotos deles sem roupa e sorrindo dentro d’água costumam ficar bem fofas.

Sono • Este costuma ser um momento bem difícil na vida da maioria das mães e bebês, mas não desista! Crie rotinas para a hora do sono, estipule horários para as horas do soninho, dê colo, cante, amamente, sinta-se tranqüila e reserve tempo pra isso, pode ser que ele precise de algumas horas para cair no sono profundo. Se vc começar a nina-lo já cansada ou sem paciência, a hora do sono pode virar pesadelo.

Passeio • Haja braço para tantas bolsas e disposição para empurrar o carrinho cheio de tralhas junto. Até as mães mais pontuais como eu, passarão a se desculpar freqüentemente pelo atraso. Para não sair parecendo que foi atropelada, programe a saída prevendo alguns imprevistos, arrume a bolsa do bebê com antecedência, assim você evita esquecer as coisas mais básicas como as fraldas. Deixar tudo organizado no carro, ou pertinho da porta pode facilitar a sua saída e fazer do passeio um evento um pouco mais tranqüilo.

Fiz umas contas rápidas aqui e cheguei a alguns números interessantes:

• 5.000 fraldas serão utilizadas se você for sortuda a ponto de desfraldar seu filho com sucesso aos 2 anos de idade.
• 2.000 banhos serão dados se você achar que ajuda-lo nesta tarefa até os 5 anos de idade está de bom tamanho.
• 2.500 papinhas, frutinhas ou sucos se seu filho conseguir se alimentar sozinho ou com pouca ajuda a partir de 1 ano e meio.
• 200 bolsas de passeio arrumadas se você sair somente uma vez por semana com seu filho nos seus 3 primeiros anos de vida.

Pensando na quantidade de coisas que fazemos diariamente, que tal encara-las como algo um pouco mais divertido?

Desejo a todas as mães, dias divertidos, regados a conversas, brincadeiras e aprendizados. Que estas tentativas obtenham sucesso algumas vezes. Tornar as tarefas diárias um prazer é um desafio enorme, mas com perseverança e insistência é possível!

Sintam-se felizes se conseguirem realizar 30% destas tarefas com prazer. Eu não cheguei nem na metade, desses 30% rsrsrsrs.

Deixe seu comentário