Dia mundial do aleitamento materno

Categorias: Aleitamento Materno Alimentação
Amamentando o Pedro com 2 meses de vida!

Aleitamento materno é algo ainda polêmico, pois em diversos países não existe nenhum órgão de apoio para este tema, o que dificulta ainda mais a vida das mães, principalmente as de primeira viagem.

O primeiro post do meu blog foi justamente sobre amamentação (para ler o post clique aqui), encontrei inúmeras dificuldades para amamentar meu filho. Ouvi minha pediatra um dia dizer: amamentar não é lindo né?!? É difícil pra caramba, e geralmente temos a sensação de que estamos fazendo tudo errado! Ela tinha total razão.
Convivo com algumas mães e metade delas amamentou no mínimo até os 6 meses, e outras não conseguiram nada além de alguns dias. Tentando entender o porque do sucesso de umas e fracasso de outras, fui perguntando como fizeram para tentar aumentar a produção de leite e como lidaram com a fome dos pequenos. Acho que vê-los inquietos e irritados por fome é mais desesperador do que sentir o peito vazio!
Algumas amigas tiveram ZERO de problemas para amamentar, tinham muito leite, nunca acharam que amamentar pudesse ser um problema, e seus filhos crescem fortes e saudáveis. Outras, quando esbarraram na falta de leite, optaram por não tomar nenhum tipo de remédio e deixar a natureza agir por conta própria. A maioria delas parou de amamentar poucos dias depois. Outras tentaram alguns medicamentos, mas desistiram quando tiveram alguma reação e como consequência, não conseguiram amamentar seus filhos por muito tempo. E diferente de todas as amigas, eu, que só faltei dar cambalhota pra poder amamentar, tomei de tudo e mais um pouco (ainda tomo na verdade), nem sei ao certo porque fiz tanta coisa para que meu filho mamasse no peito quase que exclusivamente, só sei que fiz. Nunca tive preconceito com chupetas e mamadeiras ou leite artificial, mas fiquei mais conservadora quando me tornei mãe.

Tenho dois primos adotivos que nunca souberam o que era leite materno, são felizes e saudáveis, acho que nunca lhes faltou amor por parte dos meus tios, e a mamadeira neste caso sempre foi muito bem vinda! Acho que cada caso é um caso! Adotar também é um ato de amor. Dou maior apoio a quem desejar faze-lo!!!
A maneira mais tranquila de acalmar meu filho, faze-lo parar de chorar, ou até mesmo faze-lo dormir, é coloca-lo no peito. Fico me perguntando como as mães que não conseguiram amamentar fazem para satisfazer a necessidade dos filhos de sugar? Acho que deve ser a santa chupeta nossa de cada dia. Mas e os bebês que não aceitam chupeta?
Meu filho fará 8 meses semana que vem, mama no peito de manhã e a noite, e muitas das vitaminas de fruta que ele toma no meio da tarde são preparadas com o leite que consigo deixar estocado (nem sempre consigo, ele mama muito). Ele não faz nenhum tipo de distinção em o LM ou o LA na mamadeira, mas eu me sinto extremamente feliz em deixar potinhos com LM na geladeira pra ele!
Para chegar até aqui, li muito, chorei muito, e contei ainda mais com a ajuda de amigas super queridas que dividiram comigo seus sucessos e fracassos da amamentação.
Abaixo algumas dicas interessantes!
Texto muito esclarecedor, acho que vale a pena ler!
Para entender melhor a amamentação participei de um grupo de apoio ao Aleitamento Materno e li muito sobre alguns outros. Para quem quer participar, seguem algumas opções:

Deixe seu comentário